Ideias musicais – como expandir seu vocabulário?

vlcsnap-2010-08-29-07h11m25s31

Richie Kotzen: exemplo de vocabulário musical extenso

Ideias musicais – como expandir seu vocabulário?

     É algo que leio e ouço constantemente, de pessoas de todos os níveis: como expandir o vocabulário musical? O fraseado na guitarra (ou seja lá qual for seu instrumento), quanto maior for, mais te possibilitará se aventurar, e dizer, enquanto toca. Imagina um cara que na hora de tocar um solo, faz sempre aquelas mesmas frases, mesmos licks, ideias parecidas, e você ouve, já sabendo como ele vai terminar, sem nunca ter um elemento surpresa. Não digo que você nunca possa repetir um lick, uma frase legal, mas criar variações soa importante. O vocabulário musical pode ser comparado com as palavras: aprendemos várias delas, e vamos fazendo combinações diferentes, e entonações diferentes, e formando frases, textos, etc. Um adjetivo como ‘’louco’’ pode ser direcionado a alguém com tom de humor, ou tom de espanto, ou raiva. Tudo depende do tom de voz que você usa. A mesma coisa para a guitarra! Uma nota, dependendo da sua interpretação, e do contexto, pode soar agressiva, suave, delicada, suja, etc. Cada variação para a mesma, combinações com outras, ritmos diferentes, e elementos novos, podem trazer ares novos à sua música, e seus solos. Não há problema, em você aprender os licks do Angus Young do AC/DC, uns padrões de palhetada do Paul Gilbert, frases inspiradas nos solos de trompete do Miles Davis, e rítmica fusion, e misturar tudo no pacote, dosando ao seu sabor. Na hora de tocar pra valer, você torna-se um grande chefe de cozinha musical: você é quem vai dosar o tempero! E é sempre bom tentar ter um ’’elemento surpresa’’, algo que deixe o ouvinte desconcertado, concentrado no que você toca, e visitar outros estilos, para buscar tais ideias, é uma ideia muito frutífera. Certa vez, li uma entrevista do Steve Morse, falando sobre improvisos, solos, e sua facilidade ímpar de transitar por vários estilos. Quando questionado sobre a última, ele disse que é muito chato quando alguém fala direto sobre um mesmo assunto, e não é capaz de contar uma boa piada.

     Tudo na música, e em qualquer área, para ser duradouro e consistente, leva tempo, e dedicação. O fraseado vai se somando, igual às palavras: vão juntando-se ao nosso vocabulário, e hoje fazemos frases, sem pensar. Treine sempre cada ideia musical que você tiver, anote para não esquecer, grave, mas busque ampliar! Não se conforme e tenha paciência. Um dos maiores improvisadores de todos os tempos, Allan Holdsworth, certa vez disse que uma nova ideia musical, sendo sempre estudada, demora em média, 2 anos para soar natural na sua forma de tocar. Se ele que é mestre, disse isso, só resta a nós mortais, estudar e perseverar.

Anúncios

Sobre hericksales

Guitarrista, professor de guitarra e violão a 11 anos.

Publicado em 11 de agosto de 2014, em Música e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: