Fused- Tony Iommi/Glenn Hughes

76790

Um dos melhores álbuns de metal dos últimos tempos!

     

      Aqui vem um álbum que quase ninguém conhece, porém, é um dos melhores da carreira de Iommi, e por incrível que pareça, sem a acunha do nome Black Sabbath. Tonny Iommi e Glenn Hughes já tinham trabalhado juntos em 85, no álbum Seventh Star, e lançaram um álbum, de jams feitas em 1996. Mas aqui, a história já é diferente, pois o chumbo é grosso! A sonoridade pesada, e mais moderna, gravada ao vivo no estúdio com o baterista Kenny Aronoff ( com alguns pequenos overdubs apenas ), é assustadora! De cara, o álbum abre com o peso de ‘’Dopamine’’, com um dos riffs mais absurdamente pesados da carreira de Iommi ( note as texturas de guitarra no refrão ), com solo cheio de licks blueseiros, tocados de uma forma que só Iommi sabe. ‘’ Wasted Again’’ segue, com um riff escabroso e grudento. A dobradinha ‘’ Saviour Of The Real’’, com riff pesado e swingado, de refrão belo, unida à depressiva e dark ‘’ Resolution Song’’, com seu refrão dissonante e que bota qualquer banda de metal atual no chinelo, derrete qualquer cérebro. A macabra “Grace’’, traz modernidade até mesmo na voz soul de Hughes, soando como a trilha sonora do fim do mundo. A balada ‘’ Deep Inside A Shell’’, chega a irritar de tão bonita, e possui um solo com tamanho feeling, que chega a dar raiva. A old school ‘’ What You’re Living For’’, é um puta arrasa quarteirão, que desacelera num refrão melódico, até ir para mais um riff incrível ( novidade!), e um solo rocker que taca tudo no chão. ‘’ Face Your Fear’’ abre com uma pressão na cara, desaguando em praias mais modernas, sem deixar de soar bela, mas logo ela dá lugar à obra-prima de riffs chamada ‘’ The Spell’’, acariciada pela magnífica voz de Glenn Hughles. Dê uma atenção especial, ao riff do refrão, que com certeza é uma das coisas mais demoníacas que Iommi fez desde a clássica canção ‘’Black Sabbath’’. Por fim, a épica ‘’ I Go Insane’’, com seus mais de 9 minutos, com solo na introdução, mostrando o apreço de Iommi pelo blues, até dar espaço para o vocal suave e belo. Daí em diante, é um desfile de riffs e convenções que não acabam mais! É um melhor que o outro!

      No fim, fica uma sensação, de como caras que já passaram da casa dos 50, fizeram algo tão moderno, pesado,  e perfeito. Um dos mais incríveis álbuns de metal dos últimos anos, sem dúvida!

Anúncios

Sobre hericksales

Guitarrista, professor de guitarra e violão a 11 anos.

Publicado em 12 de agosto de 2014, em Pérolas desconhecidas e marcado como , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: