Enfim, o palco!

    Não há sensação melhor no mundo, do que tocar ao vivo: é o reflexo de tudo que você estudou e você preparou à tempos, para apresentar ao público. Mas e quando isso vem do nada, sem aviso prévio? Clama, que eu explico! Fui chamado para um apresentação numa ong de uma amiga, iria na boa, com meu humilde violão, até que pensei: ” se toquei com minha banda sem ensaio no workshop, e deu certo, porquê não tocar com eles, ensaiando antes?”. A temática era simples: escolher algumas canções em que todos pudessem se divertir, tocar, e improvisar, tal qual faziam as bandas dos anos 70. Led Zeppelin, Deep Purple, Cream, são a escola de tal vertente, ainda mais quando se toca em trio. Alan Viera, meu aluno de guitarra, que passou para o baixo, no intuito de fazer certas dobras, improvisos, e sem um pingo de pudor na hora de se jogar em prol da canção, e Érick Diniz, um dos melhores bateristas da região, com peso e groove. A temática foi adentrar o universo blues rock, e o injetar peso e improvisos. As escolhidas foram ”Everyday I Have The Blues” ( Elmore James ), ”Caleidoscópio” ( Paralamas ),”Down em Mim” ( Barão Vermelho ), ”Cocaine” ( Eric Clapton ), um momento de loucura plena, em que arriscamos puxar um blues e seja o que Deus quiser, e o fechamento com ”Foxy Lady” do Hendrix. Tudo certo, então? Mais ou menos, já que o pouco tempo e compromissos, fizeram que o ensaio ficasse fracionado: uma vez ensaiei com o baixista, noutro dia, com o baterista. Poucos dias antes, pra completar a loucura, a outra banda dos meus amigos Alan e Érick , a Hacrópole, não poderia tocar, pois o baixista original, estaria escalado para o trabalho. Eis que surgiu a ideia, de levarmos nosso projeto no lugar ( afinal, 2 integrantes são os mesmos ). Antecipei todas as aulas para o dia anterior ( ficar numa quinta dando aula de 10h até 22h é cansativo ), mais algumas aulas na sexta, até que chega à noite, uma passada rápida na casa do batera, passa cada música uma estrofe, beijos, tchau! Partimos para casa de show. Vimos a banda que tocou antes, eu malucamente, com a guitarra no pescoço e metrônomo no ouvido, já aquecendo, até a chegada a hora. Pelo line- up do dia, o foco era algo mais alternativo, mas como seria a reação do público, e como soaríamos? Afinal, o primeiro show de verdade! Com a nomenclatura de ”Herick Sales & Woljtek Band ”     ( um tributo descarado à Stevie Ray Vaughan & Double Trouble ), subimos e começamos a tocar ”Everyday I Have The Blues”. Ao que tudo indica, o público gostou e a química começou a dar certo. As músicas ganharam mudanças, como ”Down em Mim”, que ganhou peso e um toque de Gary Moore nos solos. Mas o ápice foi o momento jam, em que foi puxado um blues em E7, passou para um rock estilo Chuck Berry, fechando com ”Whole Lotta Love”. Até agora não sei como isso tudo saiu sem erros. Por fim, ”Cocaine” ( do vídeo ), rendeu um solo destruidor de baixo do meu camarada Alan, que impressionou muita gente, que só o conhece como guitarrista, e fechamos com Foxy Lady. Yes! Foi! Tudo correto, certo, poucos problemas técnicos e a sensação de trabalho feito. Particularmente, ao voltar, mesmo de madrugada, treinei mais um pouco, até chegar a dormir com a guitarra. Dia seguinte, mais correria, levando equipamentos para a ong. Problemas técnicos a mais, faltando equipamento, correria para sanar isso, espaço menor, mais correria, mas foi. Repertório idêntico, porém dotado de improvisos diferentes, e a jam, deu lugar a uma base country e toques fusion no fraseado de guitarra. Eis que cai a ficha: 2 shows, em menos de 24 horas! Nesse momento agradeci a Deus a oportunidade, vi o quanto foi bom tanto tempo de estudo em minha vida, ter tido a dedicação dos meus amigos de banda, e por ter a chance de trabalhar com música. Só faltou fechar com um bom passeio, e uma caipirinha para comemorar!

1391796_712293818852246_5400309885049228293_n

10334409_528196963950731_2900339314101305383_n

Anúncios

Sobre hericksales

Guitarrista, professor de guitarra e violão a 11 anos.

Publicado em 30 de outubro de 2014, em Diário de um músico e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: