Melodia! Onde estás, sua linda?

ironzin

Exemplo de boas melodias!

    ”Sucessão coerente de sons e silêncios, que se desenvolvem em uma sequência linear com identidade própria. É a voz principal que dá sentido a uma composição e encontra apoio musical na harmonia e no ritmo. (…) Os sons da melodia possuem um sentido musical. A sucessão de sons arbitrários não se considera que produz melodia. Os sons que formam a melodia possuem quase sempre durações diferentes.”

    Abro esse post com esse conceito de ”melodia”, retirado do ”pai do burros” virtual, Wikipedia. E aproveito para emendar com um caso que ocorreu ontem comigo: uma aluna, por whatsapp, me questionou quanto ao nome de um música, e de quem era. Para que eu pudesse ajudar, ela me mandou um áudio, dela solfejando a introdução, e com apenas as 2 primeiras notas da melodia, já identifiquei: Heatbreaker , do Led Zeppelin. Então surgiu em minha mente a constatação, de que com algumas notas bem organizadas, esse tal de Jimmy Page, criou uma introdução absurdamente forte, reconhecível até de cabeça pra baixo, mascando chiclete de ova de baiacu. Converso sempre com alunos sobre hoje em dia, que muitas bandas e artistas parecem ter esquecido de criar boas melodias para as canções, usando bem esse fator ”sucessão coerente de sons e silêncios”. Faz silêncio também, porra! Silêncio também faz parte da música! Mas vou me ater mais nesse assunto, em futura postagem sobre groove. Voltando à melodia… não sou daqueles que fala que um solo para ser bonito precisa ser assobiável, pois o solo de ”Highway Star” do Deep Purple, é lindo de foda, mas se você tentar assobiar isso, você perde a os lábios, mas construir seu som envolto de belas melodias, faz com que tudo fique bem amarrado em sua canção, independente da complexidade. Não vou frisar em solos apenas! Isso é muito importante para bases, e muitas vezes, é esquecido. Já notou como as músicas do Rush, são complexas, com convenções e partes, etc, etc, mas não fica cansativo? Eles possuem um senso muito forte de melodia, fator que vez por outra os amiguinhos do Dream Theater esquecem, mas não vem ao caso. Certa vez, li Joe Bonamassa falando que muitos blueseiros e jazzistas, esquecem que as mulheres também precisam gostar do que ele toca, por isso, ele faz questão de incluir muita melodia em suas músicas ( deve ser por isso, que quando paquero uma senhorita, mostro músicas do Bonamassa, e funciona… ). Outro exemplo, é Joe Satriani, que tem uma carreira baseada em canções instrumentais, e muita gente que nem toca, gosta muito ( ouça ”Cryin” ou ”Summer Song”, e você não esquecerá mais dessas melodias ). E o Iron Maiden? Já notou a comoção que causa nas pessoas ouvir suas canções, em shows todo mundo se esgoela, canta tudo em ”ô ô ô” e o cassete? Observe as canções rápidas e pesadas da banda ( leia-se ”Aces Hight” ), porém, com frases melódicas espalhadas por toda a composição.

     Procure ver seus riffs, trechos musicais, não tão somente como ”movimentos de dedos”, em que mais é melhor, ou somente como conjunto de acordes, intervalos, etc. Veja também, como cada nota se comporta em conjunto, dentro de uma frase musical, pois é isso que seu ouvinte vai absorver de suas canções.

    Abaixo, trago 10 exemplos de arranjos, que acertaram em cheio na questão ”melodia”.

Veja a melodia de começo feita pelo belo riff, e as melodias que intercalam até o refrão, sem deixar de soar pesado pra c@#&*%:

Aqui, uma aula! A casa já cai com a melodia de abertura:

Essa é recente, e olha , como ficou incrível a melodia da guitarra, dobrada com o vocal…:

Aqui, uma música um pouco esquecida do Metallica, mas com riff sensacional, e um clima tenso usando o modo frígio:

Note como essa canção é extremamente complexa, mas soa leve, devido aos riffs melódicos da música, que intercalam tudo:

Aqui uma bem extrema, mas note que é banhada em melodias do começo ao fim, daí o termo ”death metal melódico”:

Conhece esse guitarrista? Então olhe essa música dele, e a chuva de melodias belas, que se encaixam uma na outra.

Sem apresentações. Note apenas no dedilhado, e melodia se movendo em seu riff:

Você pode até não gostar desse tipo de som, mas aqui você consegue notar porquê canções dessa época duram até hoje ( foque na guitarra, simples, e bela ):

Por fim, os donos da foto do post, com uma música que é pura melodia do início ao fim, com a melodia feita nos acordes do riff.

Anúncios

Sobre hericksales

Guitarrista, professor de guitarra e violão a 11 anos.

Publicado em 5 de janeiro de 2015, em Música e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: