Tirando o freio da mão!

MTE5NTU2MzE2MDU5NzY0MjM1

     Há um trabalho bem chato, até que a pessoa possa alcançar a velocidade que almeja, e não falo tocar rápido como exibicionismo. Grandes músicas exigem velocidade, seja em solos, ou em bases. Vou dar um exemplo de um clássico aqui:

     Viu só? O problema quanto à velocidade aqui, reside na base, hiper precisa e rápida! Já reparou nos riffs do tio James Hetfield, muito rápidos e precisos, que geralmente permeiam mais da metade de um show do Metallica? Imagina tocar assim, por 2 horas seguidas, fazendo força. Ele tem 52 anos, a idade veio chegando, e ele toca na mesma velocidade. Você não acha que se ele forçasse exageradamente, ele estaria tocando até hoje sem nenhum tipo de problema muscular? Fazendo um comparativo, lembram do Jeff Hanneman , do Slayer? Ele juntamente do Slayer fundamentou um estilo de thrash hiper violento, a ponto de influenciar o death metal, e merece total crédito por isso. Vou apenas atentar à parte técnica, ok? Ele sofreu aquela picada de aranha no braço, e até tentou ensaiar com o Slayer e voltar a tocar, mas não aguentava executar as músicas na velocidade certa. Veja só o quanto de movimento que ele faz ao tocar, dando a sensação que há um certo excesso de força e movimento. Repito, não estou desmerecendo o músico! Ele aprendeu assim, e dessa forma se acostumou, mas será que se ele tocasse com uma postura mais relaxada, ele teria tido menos dificuldade e teria voltado?

    Então, deixo aqui essa dica: toque o mais relaxado possível, e com o mínimo de esforço/movimento. Não adianta forçar, pra ter mais uns pontos de velocidade no bpm. Na verdade, além de vício e dores, você só vai empacar nisso. O relaxamento que você tem ao fazer um exercício em 60 bpm, tem que ser praticamente o mesmo, ao fazê-lo em 140, por exemplo.

Bons estudos!

Treinando ideias da pentatônica hard. #hericksalesguitar #pentatonica #pentatonicahard #aulas #guitarra

A post shared by Herick Sales Guitar (@herick_sales_guitar) on

Anúncios

Sobre hericksales

Guitarrista, professor de guitarra e violão a 11 anos.

Publicado em 14 de abril de 2016, em Música e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: